Flamengo é boicotado pela organização do Campeonato Carioca

O técnico Tite saiu na bronca com a organização da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) após o ‘Clássico dos Milhões’ entre Flamengo e Vasco na noite deste domingo (4), que terminou empatado por 0 a 0 pela 6ª rodada do Campeonato Carioca. Na visão do treinador do Mengão, a bola usada no torneio estadual não favorece em nada às equipes dentro de campo.

Antes da partida começar, muito se falava sobre a qualidade do gramado do Maracanã. Em alguns locais do campo, era possível notar algumas falhas, que se agravaram com as chuvas que caíram no Rio de Janeiro no último final de semana. No entanto, Tite declarou que não há o que reclamar do gramado.

“A percepção que eu tenho é só minha. Não falei com os atletas, não. O campo ficou mais rápido, sim, é sempre uma bola mais rápida. Estou relutando para falar que a bola… A bola, oxê maria, é difícil. A qualidade da bola… O problema não é o campo. As vezes ela varia, traz dificuldade, falo de finesse… A bola é mais (problemática) do que o campo. Não acredito que o campo teve influência, na minha opinião”, disse Tite.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Tite reclama da bola do Campeonato Carioca

Ainda na entrevista coletiva pós-jogo, Tite disse que o time do Flamengo precisa fazer alguns ajustes e considerou que o resultado contra o Vasco foi ‘normal’ por se tratarem de duas equipes que estão no início da temporada.

“No transcurso todo do jogo, fizemos a iniciação e construção média com boa qualidade. No primeiro tempo, faltou um pouco mais de objetividade e finalização. Não de bola aérea, mas de jogadas de combinação com Pedro de pivô ou infiltrações. No segundo tempo, teve volume, infiltração e finalização. Aumentou o número no segundo tempo”, comentou.

Comentários estão fechados.