Quando ninguém esperava, Tite voltou a ser treinador do Corinthians

Acumulando ao todo três passagens pelo Corinthians, Tite retornou ao alvinegro no final de 2014 para assumir o lugar do antecessor Mano Menezes. O técnico sempre mencionou o carinho que teve pelo clube onde conquistou títulos importantes e o levou até a Seleção Brasileira.

Após um ‘ano sabático’, Tite anunciou que estava retornando ao clube paulista. O treinador disse que não voltava aos trabalhos por questões financeiras, já que tinha propostas rentáveis dos Emirados Árabes Internacional. O comandante regressava para o Time do Parque São Jorge por ‘gratidão’.

“Estou extremamente satisfeito e gratificado por tudo que o Corinthians me proporciona. E muito feliz. Só peço cuidado na hora de se falar de números, na hora de colocar, não só a mim, mas de maneira geral. Nunca foi a grana antes de qualquer coisa, senão não teria voltado dos Emirados Árabes. Não é isso que me move”, disse o técnico.

Tite voltou e conseguiu levantar mais um troféu no final do ano

Iniciando os trabalhos em 2015, a equipe não teve um bom começo de ano. Fazendo a melhor campanha no paulista, o Corinthians foi eliminado pelo Palmeiras, nos pênaltis. Essa era a primeira eliminação na Arena nova. Mesmo sendo líder do grupo na Libertadores, acabou sendo eliminado ainda nas oitavas de final, em casa, para o Guarani (PAR).

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Na Copa do Brasil, novamente no próprio estádio, o time foi desclassificado para o Santos. A redenção de Tite ficou no Campeonato Brasileiro, na qual conduziu o Corinthians até a conquista do nacional.

Com os ótimos desempenhos de Tite, o treinador recebeu o convite em 2016 para treinar a Seleção Brasileira. No meio do ano, o técnico assumia o comando da ‘amarelinha’.

Comentários estão fechados.