Mesmo com chegada de Tite, Gabigol chegou ao fim de ciclo no Flamengo

A chegada de Tite movimentou a semana do Flamengo. Após as negociações, ocorridas no domingo, 8, entre Marcos Braz e o representante do treinador, o Rubro-Negro finalmente conseguiu convencer o mister e, além disso, acertou todos os detalhes relacionados a valores e tempo de contrato.

Porém, o jornalista esportivo Paulo Vinícius Coelho analisou a contratação, alertando que o Flamengo não tem um treinador que dure uma temporada inteira desde 2011, quando Patrícia Amorim estava na presidência do clube. Desta forma, ele prevê que Tite terá de enfrentar uma série de desafios, sendo um deles o período eleitoral do clube.

Desta forma, Mário Jorge não será mais o comandante da equipe. Em sua última partida, válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, o treinador encarou o Corinthians fora de casa, empatando em 1 a 1. No entanto, uma coisa surpreendeu os torcedores: a presença de Gabigol no banco de reservas pela terceira partida consecutiva.

Gabigol encerra ciclo pelo Flamengo

Sem ser titular desde a derrota contra o São Paulo na final da Copa do Brasil, Gabigol encerra um ciclo de vitórias e idolatria. E isso anda preocupando o torcedor, que tem constantemente criticado o jogador, sobretudo por estar sempre presente na mídia participando de festas e outros eventos, ao passo que seu futebol está longe de corresponder o que já foi nos últimos tempos.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Após uma série de protestos contra a postura do jogador, que parece responder a torcida com desdém, já foi especulada por várias vezes a sua saída. No entanto, seu contrato irá até o fim de 2024, e a renovação já é discutida por ambas as partes desde 2022, mas está definido por enquanto.

Comentários estão fechados.