Goleiro Bruno sofreu golpe inesperado e perdeu muita grana

A trajetória do ex-goleiro Bruno Fernandes, após sua saída da prisão em 2019, continua a atrair atenção por seus múltiplos capítulos, variando entre tentativas de retorno ao futebol e desafios financeiros e legais.

Condenado pela morte de Eliza Samudio, Bruno buscou reingressar no cenário esportivo, com passagens por diversas equipes menores do futebol brasileiro, mas sem encontrar a estabilidade de outrora. Paralelamente, aventurou-se no mundo financeiro como trader, numa busca por reinvenção profissional.

Goleiro bruno foi vítima do “Faraó da Bitcoin”

Entretanto, o caminho do ex-atleta foi marcado por reviravoltas, incluindo um investimento malsucedido com a GAS Consultoria, empresa envolvida em um esquema bilionário de fraude com criptomoedas, conhecido pela participação do “Faraó do Bitcoin”. Este episódio resultou em perdas significativas para Bruno e outros vários investidores pelo Brasil, complicando ainda mais sua situação financeira.

Atualmente, Bruno reside em Cabo Frio, no Rio de Janeiro, com sua família, em um regime de prisão domiciliar. Por vezes, o jogador é visto pela cidade, sendo ovacionado por populares. Seu sustento, conforme relatos, depende majoritariamente de doações e do trabalho de sua esposa, Ingrid Calheiros. O ex-goleiro enfrenta, adicionalmente, a responsabilidade de prover pensão alimentícia ao filho que teve com Eliza, o que tem sido um desafio dadas suas limitadas fontes de renda.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Ao longo dos anos, Bruno Fernandes viu sua fortuna, acumulada nos tempos de destaque no futebol, ser dissipada, com a venda de bens para atender a decisões judiciais e tentar reconstruir sua vida após o encarceramento. Sua história é um lembrete das consequências duradouras de ações passadas, tanto na esfera pessoal quanto profissional.

Comentários estão fechados.