Este era o salário de Tite antes do pedido demissão

Antes de pedir demissão, Tite já ganhava ótima quantia financeira no Corinthians. Veja o montante embolsado pelo comandante brasileiro nas duas últimas passagens que o veterano de 62 anos teve no timão.

Quando assumiu o cargo na beira do gramado, Tite recebia por volta de R$ 700 mil. Durante o período que esteve à frente do clube (2010-2013), o técnico conquistou os títulos mais importantes da história do time paulista, sendo alçado ao posto de melhor treinador naquele momento.

Vencendo o Boca Juniors (ARG) na decisão, o Corinthians era campeão inédito da Copa Libertadores da América em 2012. Pouco tempo depois, no mesmo ano, contra a equipe do Chelsea (ING), o alvinegro levou o Mundial de Clubes da Fifa.

Tite ganhava muito bem para dirigir rival do Flamengo

Em 2014 o gaúcho informou que gostaria de tirar um ‘ano sabático’, para descansar e aproveitar o momento ao lado da família. No começo de 2015, ele retornou ao timão, onde permaneceu até o meio de 2016, quando aceitou o convite para assumir a Seleção Brasileira.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Na nova passagem pelo alvinegro, Tite aceitou ter o salário reduzido quase que pela metade, recebendo R$ 430 mil. Em troca, ganharia premiações milionárias caso as metas fossem atingidas. Só pelo título Brasileiro de 2015, o técnico embolsou R$ 1,2 milhão extra.

Atualmente no Flamengo, o treinador recebe valores bem maiores que os obtidos naquela época. Segundo informação da ESPN, a comissão do profissional alcança 4,5 milhões de euros (cerca de R$ 24,4 milhões) por ano. Considerando o pagamento do 13º, o salário do grupo gira em torno de R$ 1,8 milhão ao mês.

Tendo contrato até o final de 2024, Tite busca vencer os principais troféus disputados nesta temporada. Pelo alto investimento em alguns jogadores, a expectativa dos torcedores é alta.

Comentários estão fechados.