Chegou sem ninguém explica! Goleiro Bruno recebeu melhor notícia da sua vida

O ex-goleiro Bruno, condenado a 23 anos de prisão por crimes graves, incluindo o homicídio de sua ex-esposa Eliza Samudio, anunciou sua aposentadoria do futebol em 13 de julho de 2021. Atualmente, ele se dedica à carreira de investidor.

Contudo, um marco significativo para o ex-jogador do Flamengo ocorreu no dia 14 de janeiro, quando completou um ano de sua liberdade condicional, concedida pela Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Essa etapa da sua vida foi iniciada enquanto cumpria pena em regime semiaberto domiciliar em São Pedro da Aldeia, período no qual ele chegou a empreender, abrindo uma lanchonete.

Bruno é constantemente visto pela cidade, sendo inclusive filmado em muitas ocasiões, em que populares o ovacionam, algo que trouxe de volta para as redes sociais o debate sobre a pena do jogador e a fama mesmo após seu crime bárbaro, que chocou o Brasil.

Entenda a concessão de liberdade condicional de Bruno

A concessão da liberdade condicional foi decidida pela juíza Ana Paula Abreu Filgueiras, da Vara de Execuções Penais. Em sua sentença, a juíza destacou que o ex-jogador do Flamengo atendia ao requisito objetivo necessário desde abril de 2022 para a concessão, não havendo obstáculos concretos que impedissem sua liberdade condicional.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

A decisão enfatizou que Bruno havia desempenhado atividades laborativas após a progressão para o regime semiaberto e cumpriu adequadamente as condições impostas pela prisão domiciliar. No regime de liberdade condicional, o ex-goleiro está sujeito a cumprir determinadas condições estabelecidas pela Justiça, marcando um novo capítulo em sua vida após os anos dedicados ao futebol e o período cumprido na prisão por seus crimes.

Comentários estão fechados.