Tite recebe presentaço após chegada no Flamengo

Tite, o novo técnico do Flamengo, é conhecido por ser uma figura muito religiosa e supersticiosa. Por esse motivo, sua mãe Dona Ivone, sempre fazia um terço nas cores dos clubes dos quais comandou com o objetivo de abençoar o trabalho de Adenor.

Apesar disso, a matriarca da família Bachhi faleceu em 2019 e não viu o seu filho assumir o comando de um dos clubes mais populares do Brasil. Por conta disso, a diretoria do Fla optou por fazer uma homenagem ao seu novo técnico e sua saudosa mãe, o presenteando com um terço pintado em vermelho e preto, as cores do Mengão.

Tite não conseguiu esconder a emoção e com a voz embargada, agradeceu ao presente destacando a importância da espiritualidade e da fé ao longo de toda a sua carreira: “A espiritualidade e a fé acompanham todos nós independentemente da situação. Eu tenho um legado da mãe que é a fé, e tenho o legado do pai que é o esporte. O esporte e a espiritualidade ficam ligados dentro de mim.”, disse o novo técnico do Flamengo.

Fé faz parte da carreira de Tite como treinador

Católico assíduo e devoto de Nossa Senhora de Aparecida, Adenor chegou à montar um altar dentro do CT Joaquim Grava quando era o técnico do Corinthians. Além disso, era comum encontrar o treinador na igreja antes de comandar treinamentos do Timão.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Antes de conquistar o Mundial de Clubes em 2012, até então o maior título de sua carreira, Tite foi até o Centro Católico Internacional Mikokoro, em Nagoya, e recebeu a benção do padre Keith Humphries. Quando conquistou o Campeonato Brasileiro de 2015, também pelo Corinthians, o técnico cumpriu uma promessa e e caminhou 22 km até o Santuário de Caravaggio, no Rio Grande do Sul.

Comentários estão fechados.