Sampaoli recebe oferta irrecusável e está acertando seu retorno

Longe dos gramados desde que foi demitido do Flamengo ano passado, Sampaoli pode estar perto de retornar à beira do gramado e assumir o comando de importante clube do cenário internacional. Depois de ter o nome ligado ao Boca Juniors (ARG), o técnico realizou reuniões com outro time e gostou da proposta.

Buscando preencher a vaga, o Al-Shabab, da Arábia Saudita, mostrou interesse em Sampaoli. Além do argentino, os árabes analisam a situação de José Mourinho, demitido recentemente da Roma (ITA). Mesmo assim, o sul-americano de 63 anos é o favorito, inclusive estando com uma proposta em mãos.

Segundo informação do jornalista Venê Casagrande, o acordo entre profissional e clube árabe está avançado. Este seria o primeiro trabalho do técnico após enorme fracasso e diversos problemas internos obtidos no Flamengo.

Destino de Sampaoli está traçado. É questão de tempo para contrato ser assinado

“Jorge Sampaoli, treinador livre no mercado desde a saída do Flamengo, recebeu uma proposta oficial do Al Shabab. Já foram duas reuniões e a definição acontece nos próximos dias se aceitará ou não o convite. Nome do técnico português José Mourinho também é especulado pelo clube da Liga Saudita”, disse o comunicador.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Durante a trajetória no Rubro-Negro, o treinador comandou a equipe em 39 partidas, somando 20 vitórias, 11 empates e 8 derrotas. O desempenho dentro e fora de campo foi ruim.

Dessa forma, Sampaoli teve alguns problemas extra-campo com jogadores e dirigentes do Flamengo. Além disso, foi eliminado ainda nas oitavas de final da Libertadores, para o Olímpia (PAR), não brigou pelo Campeonato Brasileiro e terminou sendo vice-campeão da Copa do Brasil, perdendo a decisão para o São Paulo.

A passagem na Arábia Saudita seria um recomeço para o comandante, que nos últimos trabalhos foi duramente questionado por algumas decisões e marcada por resultados abaixo do esperado.

Comentários estão fechados.