Dorival não cansa de choramingar e volta a falar do Flamengo

Após as conquistas das principais copas disputadas no continente, Dorival Júnior não teve o contrato renovado e acabou deixando o Flamengo. Quem assumiu foi Vítor Pereira, que não durou muito tempo depois de perder vários títulos, dando lugar a Jorge Sampaoli. O ex-técnico do Mengo foi para o São Paulo e conquistou a inédita Copa do Brasil com o tricolor, vencendo seu ex-clube na decisão.

Dorival participou do programa Redação Sportv e ao ser questionado pelo apresentador André Rizek sobre a saída do Rubro-Negro, fez um desabafo. O técnico expor um acontecimento, que na sua visão, era contraditório, deixando-o bastante chateado.

“Fiquei chateado pela saída, bastante, quanto peguei o time lá atrás, meus jogadores não tinham valor, estavam sendo questionados e de repente se torna o melhor elenco sul-americano (deixando no ar) que qualquer um faria o mesmo que foi feito”, disse Dorival.

Dorival expõe comportamento dos dirigentes flamenguistas

“Por incrível que pareça quando sai, um mês depois, quando perdem o Mundial, falavam em contratações porque o time precisava de reforços. Eu estranhei tudo isso”, continuou o técnico.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Comigo era o melhor elenco, era só fazer o simples, o básico. O arroz com fejião. “Arroz e feijão, as pessoas não têm ideia do que é. É você chegar antes das 7h no seu clube, exigir que o trabalho da comissão seja extensivo e vá até o fim do dia, que cobre três maneiras de atacar seu adversário e três de poder ser atacado para apresentar conteúdo aos jogadores. E isso demanda muito estudo”.

VEJA A FALA COMPLETA DE DORIVAL

Mesmo com as conquistas da Copa do Brasil e Libertadores 2022, o comandante não seguiu no clube carioca. No São Paulo, levou o tricolor ao título inédito da competição. Além disso, Dorival se tornou bicampeão seguido do torneio e tricampeão, somando toda a trajetória como técnico.

Comentários estão fechados.